quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Aos meus amigos, esses professores

        De repente alguém lhe mostra um recanto mágico na cidade onde você morou a vida inteira e você se sente um turista em sua própria cidade.
        De repente você sente vontade de assistir a um determinado filme ou show, ler um certo autor ou viajar para um local específico simplesmente pela maneira apaixonada como alguém o descreveu.
        De repente você se vê emendando duas sessões de cinema, um filme com uma peça, uma exposição com um filme, uma peça em outra peça e se pergunta por que levou tanto tempo para perceber que cinema não precisa ser só aos domingos, nem peça só de vez em quando, nem ópera de vez em nunca, nem zoológico só quando há criança por perto, nem circo só quando se é criança.
        De repente você entra numa livraria acompanhado para tomar um café e, depois de uma conversa que não para de zunir na sua cabeça, matricula-se em uma nova faculdade na semana seguinte.
        De repente você se vê dando/recebendo presente em um dia comum, sem nenhum motivo aparente, e se pergunta por que todo mundo passa a vida inteira esperando datas especiais para isso.
        De repente você está com medo do voo por ter que saltar do penhasco e alguém te dá um empurrão.
        De repente você está decidido a pular do penhasco e alguém te dá um puxão.
        De repente novas maneiras de sentir, enxergar e viver se chamam simplesmente amizade.



Link para essa postagem


2 comentários:

  1. Você é uma grande autora e minha amiga! Que sorte eu tenho!!!
    Um beijo do mundo,
    Tatiana.

    ResponderExcluir
  2. Quiz dizer um beijo do tamanho do mundo;)

    ResponderExcluir